quinta-feira, 4 de maio de 2017

Os campeões mundiais Gabriel Medina e Adriano de Souza foram escalados nas primeiras baterias da etapa brasileira em Saquarema.


Saquarema é naturalmente bonita e tem muitos encantos no seu dia a dia, altas ondas  e muitas gatas fazem parte do cenário.

A World Surf League já divulgou as baterias masculinas do Oi Rio Pro 2017 e os campeões mundiais Gabriel Medina e Adriano de Souza foram escalados para abrir a etapa brasileira apresentada por Corona, que começa na terça-feira (09) em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. A "Capital Nacional do Surfe" volta a receber a elite dos melhores surfistas do mundo depois de 15 anos e Medina estreia na primeira bateria, junto com o português Frederico Morais e o australiano Ethan Ewing. Mineirinho entra na segunda, com o havaiano Ezekiel Lau e o californiano Nat Young. A apresentação dos melhores surfistas do mundo nas ondas da Praia de Itaúna continua a cada bateria, pois todos competem na rodada inicial do World Surf League Championship Tour.

Um total de dez brasileiros vai competir no Oi Rio Pro em Saquarema. Entre os nove integrantes da elite dos top-34 deste ano, o potiguar Italo Ferreira, que tirou a primeira nota 10 da temporada na Austrália, ainda não se recuperou da contusão no tornozelo sofrida após a etapa de abertura na Gold Coast. Ele continua desfalcando a "seleção brasileira" e será substituído pelo norte-americano Nat Young. Mas, a World Surf League confirmou um convite (wildcard) para o paulista Jessé Mendes, que lidera o ranking do WSL Qualifying Series. E o décimo brasileiro sairá da triagem organizada pela Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) e Associação de Surf de Saquarema (ASS), que definirá o último participante.

Jessé Mendes estava nessa competição especial pela segunda vaga de convidado para o Oi Rio Pro. Com sua confirmação no evento principal, o catarinense Yago Dora, número 3 no QS, ganhou a chance de disputar o "wildcard" do evento com o surfista do Rio de Janeiro mais bem colocado no ranking, Lucas Silveira, além de dois representantes de Saquarema, o ex-top do CT, Raoni Monteiro, e o big-rider Lucas "Chumbinho" Chianca. O vencedor irá completar a bateria do havaiano John John Florence e do australiano Jake Freestone, que decidiram a etapa brasileira apresentada por Corona no ano passado. John John ganhou a final no Postinho da Barra da Tijuca e deu a arrancada rumo ao título mundial de 2016.

O havaiano conquistou seu primeiro caneco da World Surf League depois de um bicampeonato do Brasil, com Gabriel Medina em 2014 e Adriano de Souza em 2015. Medina começou bem a temporada com um terceiro lugar na Gold Coast, mas não repetiu as boas atuações nas outras duas etapas que abriram o CT 2017 na Austrália. Na última, em Bells Beach, perdeu na terceira fase para o mesmo português Frederico Morais que vai enfrentar em Saquarema. Já Mineirinho foi até as quartas de final em Margaret River e em Bells, sendo um dos cinco únicos surfistas com chances de brigar pela lycra amarela do Jeep WSL Leader no Oi Rio Pro.

JEEP WSL LEADER - Ele ocupa a quarta posição no ranking e os outros que também podem tirar a liderança de John John Florence no Brasil são o sul-africano Jordy Smith e o australiano Owen Wright, que dividem o segundo lugar, além do norte-americano Kolohe Andino, que está fechando o seleto grupo dos top-5. Filipe Toledo é o sexto colocado e Caio Ibelli subiu para o sétimo lugar com o vice-campeonato no Rip Curl Pro Bells Beach. Medina está em 11.o e a fera Kelly Slater, onze vezes campeão mundial que vem ao Brasil esse ano, em 13.o lugar. 
Essas ondas estão quebrando no local do evento , foto tirada agora a pouco em Itaúna. 04/05/2017 ás 9 e meiada manhã.


Depois dos dois campeões mundiais estrearem na Praia de Itaúna, ou nas ondas da Barrinha, que também poderá receber a competição se estiver apresentando melhores condições, tem Brasil em dose dupla na terceira bateria. O paulista Wiggolly Dantas e o potiguar Jadson André vão enfrentar o australiano Owen Wright, que venceu a primeira etapa na Gold Coast depois de ficar de fora de toda a temporada passada se recuperando do grave acidente caindo de cabeça na bancada de corais durante o Billabong Pipe Masters de 2015 no Havaí. Wiggolly Dantas já festejou vitória nas esquerdas de Itaúna, quando Saquarema sediava uma importante etapa do WSL Qualifying Series.

LÍDERES DO RANKING - O outro vice-líder do ranking, Jordy Smith, que badalou o sino do título no Rip Curl Pro Bells Beach na primeira final do brasileiro Caio Ibelli no World Surf League Championship Tour, fará sua primeira apresentação em Saquarema na quinta bateria, contra o convidado do Oi Rio Pro, Jessé Mendes, e o australiano Josh Kerr. Na sexta, John John Florence começa a defender o título da etapa brasileira apresentada por Corona, contra o vice-campeão do ano passado, Jack Freestone, e o vencedor da triagem. 

Depois, tem Brasil em dose dupla de novo, com o paulista Filipe Toledo e o pernambucano Ian Gouveia disputando a sétima classificação direta para a terceira fase. Caio Ibelli está na penúltima bateria com o taitiano Michel Bourez e o australiano Stu Kennedy. E outro paulista, Miguel Pupo, na última com o havaiano Sebastian Zietz e o australiano Julian Wilson. Esta rodada inicial não é eliminatória e os dois perdedores têm outra chance de recuperação na segunda fase. 

OI RIO WOMEN´S PRO - A chave das baterias femininas ainda não foi divulgada pela World Surf League, mas todas as melhores surfistas do mundo também vão competir em Saquarema. A hexacampeã mundial Stephanie Gilmore vai vestir a lycra amarela do Jeep WSL Leader no Oi Rio Pro e a atual campeã, Tyler Wright, defende o título da etapa brasileira apresentada por Corona conquistado no Postinho da Barra da Tijuca. A cearense Silvana Lima é a única representante do Brasil e da América do Sul no grupo das top-17 do CT esse ano. 

ITAÚNA E BARRINHA - Nesse ano, os melhores surfistas do mundo vêm para o Brasil com uma nova expectativa, pois o Oi Rio Pro mudou para uma das melhores ondas do país, com esquerdas pesadas de qualidade internacional quando o mar fica clássico na Praia de Itaúna. E o mês de maio é uma boa época para a entrada de grandes ondulações em Saquarema, então todos esperam que isso aconteça durante o período do evento, de 9 a 20 de maio. 

O mês já começou com um grande swell (ondulação) que entrou no último fim de semana, bombando altas ondas principalmente nas direitas da Barrinha, onde uma estrutura também ficará pronta para a comissão técnica trabalhar nos dias que estiver apresentando melhores condições do que na Praia de Itaúna. Shows musicais também irão acontecer como na época dos históricos Festivais de Surfe da década de 70, que deram início às competições no Brasil. A banda Capital Inicial será a grande atração no dia 13 de maio em Saquarema. 

O World Surf League Championship Tour tem patrocínio global do Jeep e Airbnb e a Oi como patrocinador "naming rights" da etapa brasileira apresentada por Corona. O Boticário e TNT Energy Drink são dois novos patrocinadores do Oi Rio Pro 2017, que será realizado com o importante apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e viabilizado pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje), da Prefeitura Municipal de Saquarema, Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) e Associação de Surf de Saquarema (ASS). A competição será transmitida ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

A OI E O ESPORTE - A companhia tem longo histórico de apoio ao esporte, com patrocínios a grandes eventos, equipes e atletas de diferentes modalidades como basquete, surfe e skate. O incentivo da Oi a projetos esportivos é estratégico, pois reconhece a importância do esporte como ferramenta de interação entre as pessoas e as cidades, seja através da sua prática, ou por meio de manifestações culturais como o grafite e a música. A empresa acredita que o esporte e o incentivo à cultura urbana potencializam conexões e amplia repertórios, aproximando pessoas de diferentes tribos, exercendo um importante papel no processo de desenvolvimento individual e social.

Em 2015 e 2016, a Oi patrocinou o Oi Rio Pro, a etapa brasileira do World Surf League Championship Tour (CT). Além disso, patrocina os surfistas brasileiros de destaque na WSL: Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Filipe Toledo, Silvana Lima e Adriano de Souza, o Mineirinho, além do surfista Davizinho, de 11 anos, atual campeão mundial de surfe adaptado. Recentemente, como parte do legado do patrocínio aos Jogos Cariocas de Verão de 2016, a Oi construiu pistas de skate em Manguinhos e São João da Barra e reformou o park de Campo Grande - aproveitando assim o grande potencial do esporte urbano para aproximar culturas e realidades, promovendo encontros e transformando espaços públicos.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão. 

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL já possui uma enorme legião de fãs apaixonados em todo o planeta que acompanha as performances dos melhores surfistas do mundo, como Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Kelly Slater, Stephanie Gilmore, Greg Long, Makua Rothman, Carissa Moore, entre outros, competindo no mais imprevisível e dinâmico campo de jogo entre todos os esportes no mundo, que é o mar.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

—————————————————————————————
João Carvalho - Assessoria de Imprensa do Oi Pro Rio


Assessoria de Imprensa da Oi: 
Adriana Castelo Branco
—————————————————————————————

PRIMEIRA FASE DO OI RIO PRO 2017 EM SAQUAREMA:
1.a: Gabriel Medina (BRA), Frederico Morais (PRT), Ethan Ewing (AUS)
2.a: Adriano de Souza (BRA), Ezekiel Lau (HAV), Nat Young (EUA)
3.a: Owen Wright (AUS), Wiggolly Dantas (BRA), Jadson André (BRA)
4.a: Kolohe Andino (EUA), Jeremy Flores (FRA), Leonardo Fioravanti (ITA)
5.a: Jordy Smith (AFR), Josh Kerr (AUS), Jessé Mendes (BRA)
6.a: John John Florence (HAV), Jack Freestone (AUS), vencedor da triagem 
7.a: Filipe Toledo (BRA), Adrian Buchan (AUS), Ian Gouveia (BRA)
8.a: Matt Wilkinson (AUS), Connor O´Leary (AUS), Joan Duru (FRA)
9.a: Joel Parkinson (AUS), Mick Fanning (AUS), Bede Durbidge (AUS)
10: Kelly Slater (EUA), Conner Coffin (EUA), Kanoa Igarashi (EUA)
11: Michel Bourez (TAH), Caio Ibelli (BRA), Stu Kennedy (AUS)
12: Sebastian Zietz (HAV), Julian Wilson (AUS), Miguel Pupo (BRA)

CAMPEÕES DA ETAPA BRASILEIRA NO RIO DE JANEIRO:
WSL 2016 - John John Florence (HAV) - Postinho da Barra da Tijuca e Grumari, Rio de Janeiro
WSL 2015 - Filipe Toledo (BRA) - Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2014 - Michel Bourez (TAH) - Postinho da Barra da Tijuca - Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2013 - Jordy Smith (AFR) - Postinho da Barra da Tijuca - Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2012 - John John Florence (HAV) - Postinho da Barra e Arpoador - Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2011 - Adriano de Souza (BRA) - Barra da Tijuca e Arpoador - Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2002 - Taj Burrow (AUS) - Praia de Itaúna, Saquarema (RJ)
WCT 2001 - Trent Munro (AUS) - Móvel no Rio de Janeiro e finais no Arpoador (RJ)
WCT 2000 - Kalani Robb (HAV) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1999 - Taj Burrow (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1998 - Peterson Rosa (BRA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1997 - Kelly Slater (EUA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1996 - Taylor Knox (EUA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1995 - Barton Lynch (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1994 - Shane Powell (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1993 - Dave Macaulay (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1992 - Damien Hardman (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
ASP 1991 - Flávio Padaratz (BRA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
ASP 1990 - Brad Gerlach (EUA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
ASP 1989 - Dave Macaulay (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
ASP 1988 - Dave Macaulay (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1982 - Terry Richardson (AUS) - Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1981 - Cheyne Horan (AUS) - Arpoador e Prainha, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1980 - Joey Buran (EUA) - Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1978 - Cheyne Horan (AUS) - Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1977 - Daniel Friedman (BRA) - Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1976 - Pepê Lopes (BRA) - Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)

0 comentários:

Postar um comentário

COMPARTILHE!

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More