segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

VEJA COMO FICOU O RANKING SUL-AMERICANO DE LONGBOARD DA WSL SOUTH AMERICA

Piccolo Clemente e Atalanta Batista vencem o Huanchaco Repalsa Longboard Pro 


O peruano Piccolo Clemente e a brasileira Atalanta Batista repetiram as vitórias conquistadas no ano passado em Huanchaco, no Peru. Os títulos no Huanchaco Repalsa Longboard Pro apresentado pela Claro e Samsung foram decididos em dois confrontos entre Brasil e Peru e o placar terminou empatado em 1 a 1. Com incrível retrospecto competindo em casa, Piccolo Clemente só não foi finalista em uma das seis etapas do Mundial de Longboard de Huanchaco completadas esse ano e festejou um inédito tricampeonato na final com o brasileiro Augusto Olinto. Já Atalanta Batista derrotou a peruana Maria Fernanda Reyes nas duas últimas ondas que surfou na bateria para manter a hegemonia no alto do pódio em Huanchaco, pois a primeira edição feminina aconteceu no ano passado.
Piccolo Clemente (Foto: Susu Nasser)
Piccolo Clemente (Foto: Susu Nasser)
“Quero agradecer a todos os meus amigos de Huanchaco pelo grande apoio e todos os meus patrocinadores pela confiança”, disse o campeão mundial de 2013 e bicampeão sul-americano de 2011 e 2014, Piccolo Clemente. “O Augusto Olinto é um grande competidor e acho que tivemos um bom duelo na final. As ondas estavam presentes com boa qualidade no último dia e certamente todos que competiram hoje (sábado) gostaram das condições do mar. Estou muito feliz por conseguir mais uma vitória e dedico esta vitória a todos que torceram por mim”.
De 2011 até 2014, o Huanchaco Longboard Pro foi o único evento da modalidade realizada no continente e decidia os campeões sul-americanos, bem como os classificados para disputar o título mundial. Mas, neste ano a World Surf League South America terá uma nova etapa também no Peru, o Rip Curl Longboard Pro nos dias 24 a 26 de julho no balneário de San Bartolo, mais próximo da capital, Lima. O ranking da WSL South America vai computar os resultados destas duas provas para definir os títulos sul-americanos e as duas vagas das categorias masculina e feminina para o Mundial de Longboard da World Surf League.
O agora tricampeão do Huanchaco Longboard Pro, Piccolo Clemente, abriu e fechou o sábado decisivo de boas ondas de 3-4 pés na Playa El Elio com vitórias. O primeiro duelo foi peruano contra William Saldaña pelas quartas de final. Depois enfrentou o igualmente bicampeão sul-americano e da etapa de Huanchaco nas semifinais. As séries demoravam um pouco para entrar, mas as melhores ondas abriam uma longa parede para os competidores mostrarem a sua variação de manobras clássicas no bico do pranchão com as mais radicais, como batidas e rasgadas. Rodrigo Sphaier largou na frente com notas 6,67 e 8,83 em suas primeiras ondas, mas Piccolo Clemente conseguiu fazer a combinação quase perfeita para arrancar uma nota 9,23 dos juízes que garantiu a vitória por uma pequena vantagem de 15,73 a 15,50 pontos.
Os dois já tinham se enfrentado em duas decisões de títulos. Rodrigo Sphaier ganhou do peruano a final da primeira edição do Huanchaco Longboard Pro em 2010, mas perdeu a disputa pelo título mundial para Piccolo Clemente na China em 2013. Eles encabeçam os recordes de participação na etapa peruana e são os únicos que já conquistaram mais de um título sul-americano com vitórias em Huanchaco. Só que agora o peruano se isolou como único tricampeão da história de um dos eventos mais tradicionais de Longboard no mundo.
Foto: Susu Nasser






























Foto: Susu Nasser
 Augusto Olinto nunca havia competido em Huanchaco e foi a grande surpresa da sexta edição do Huanchaco Repalsa Longboard Pro apresentado pela Claro e Samsung este ano. Ele só tinha participado do circuito sul-americano da WSL South America no primeiro ano, em 2009, sem conseguir nenhum bom resultado nas duas etapas realizadas na Região Nordeste do Brasil. No caminho até a sua primeira final na carreira, barrou o campeão mundial de 2007, Phil Rajzman, que decidiu o título da etapa peruana nos dois últimos anos, ainda na sexta-feira. No sábado, também superou o campeão de Huanchaco em 2012, Jeferson Silva, além de outra estrela dos pranchões, Jefson Silva, nas semifinais.

DECISÃO MASCULINA – Na grande final, o paulista Augusto Olinto teve um início melhor e largou na frente com nota 5,00, mas era só o começo e logo Piccolo Clemente mostrou suas armas para arrancar uma nota 8,00 e assumir a ponta. Na seguinte tirou nota 7,40 e o brasileiro respondeu com um 6,77 para se manter na briga do título. Só que nos 5 minutos finais da bateria, o peruano praticamente selou a vitória em duas ondas muito bem surfadas, combinando de forma incrível as manobras clássicas no bico do pranchão com batidas e rasgadas para ganhar notas 8,73 e 9,13, estabelecendo um novo recorde de 17,86 pontos para o campeonato. Pela vitória, Piccolo Clemente faturou o prêmio máximo de 2.500 dólares e Augusto Olinto ganhou 1.500 dólares pelo brilhante vice-campeonato.
“Estou muito emocionado com o meu resultado e quase não tenho palavras para descrever o que estou sentindo”, disse Augusto Olinto. “Eu definitivamente quero voltar aqui no próximo ano e quero agradecer a todas as pessoas do Brasil pelo apoio e ao Peru por suas ondas incríveis em toda a costa. A bateria final foi muito complicada para mim, pois o Piccolo (Clemente) é um excelente competidor, já foi campeão mundial e estou muito feliz por ter conseguido o vice-campeonato. Obrigado a todos”.
Os dois largam na frente na corrida pelo título sul-americano que será decidido em San Bartolo no mês de julho. O campeão Piccolo Clemente lidera com 1.000 pontos, seguido por Augusto Olinto com 750 e os também brasileiros Rodrigo Sphaier e Jefson Silva, que marcaram 560 pontos pelo terceiro lugar no Huanchaco Repalsa Longboard Pro 2015. Derrotados nas quartas de final, mais dois brasileiros, Jeferson Silva e Matheus Cunha, junto com dois peruanos, Lucas Garrido Lecca e William Saldaña, dividem o quinto lugar com 420 pontos.
TÍTULO FEMININO – Na categoria feminina, a situação era inversa e a peruana Maria Fernanda Reyes foi a grande surpresa, mas a defensora do título confirmou o favoritismo para conquistar o bicampeonato no Huanchaco Repalsa Longboard Pro nas duas últimas ondas que surfou na bateria. A pernambucana Atalanta Batista já começou na frente com nota 6,17 e a peruana só conseguiu desenvolver manobras na quarta onda que pegou e valeu nota 5,17.
Atalanta Batista (Foto: Susu Nasser)
Atalanta Batista (Foto: Susu Nasser)
Com as séries demorando para entrar, era preciso ter paciência porque a escolha das melhores ganhou peso decisivo. Foi isso que a brasileira fez e nos minutos finais conseguiu pegar duas ondas abrindo a parede até a beira para mostrar o que sabe e liquidar a fatura com notas 7,00 e 7,50 seguidas. O placar foi encerrado em 14,50 a 8,44 pontos e a vitória valeu um prêmio de 1.000 dólares, com a vice-campeã levando 400 dólares.
“Estou muito feliz. A Maria Fernanda (Reyes) deu um calor na bateria, mas estou muito feliz por estar surfando e ganhando de novo aqui nesse lugar maravilhoso”, disse Atalanta Batista. “Eu não comecei bem a bateria, não me achei no mar no início, mas no final consegui achar boas ondas e estou muito feliz por ter conseguido fazer boas manobras para vencer. Quero agradecer todos que torceram por mim no Brasil e todo esse público do Peru que veio aqui pra assistir esse campeonato incrível aqui em Huanchaco”.
Mesmo perdendo a final, a peruana Maria Fernanda Reyes ficou feliz pelo resultado. “Eu não escolhi muito bem as minhas ondas, estava um pouco nervosa, mas estou muito feliz pelo segundo lugar e por disputar a final com a atual campeã do evento. Eu sinto que ganhei muita experiência competindo contra elas e sou praticamente uma novata em relação a Atalanta (Batista). Agora é continuar treinando para tentar a vitória no ano que vem aqui”.
O Huanchaco Repalsa Longboard Pro Peru 2015 foi apresentado pela Claro e Samsung com patrocínio da Maltin Power, Prefeitura Municipal de Huanchaco, Câmara de Turismo de Huanchaco, Omega, Kapricornio e Bloqueadores Bahia, com apoio da Sider Peru, Cementos Pacasmayo e Jornal Libero.
—————————————————————————————
João Carvalho – Assessoria de Imprensa da WSL South America
Reportagens: Andres Touzet Cortes – Assessoria de Imprensa do Huanchaco Longboard Pro
———————————————————————————-
RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO HUANCHACO REPALSA LONGBOARD PRO:
Tricampeão: Piccolo Clemente (PER) por 17,86 pontos (notas 9,13+8,73) – US$ 2.500 e 1.000 pontos
Vice-campeão: Augusto Olinto (BRA) com 12,04 pontos (6,77+5,27) – US$ 1.500 e 750 pontos
SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 1.000 e 560 pontos:
1.a: Piccolo Clemente (PER) 15.73 x 15.50 Rodrigo Sphaier (BRA)
2.a: Augusto Olinto (BRA) 15.17 x 11.30 Jefson Silva (BRA)
QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 500 e 420 pontos:
1.a: Piccolo Clemente (PER) 16.00 x 10.90 William Saldaña (PER)
2.a: Rodrigo Sphaier (BRA) 16.90 x 14.93 Lucas Garrido Leca (PER)
3.a: Jefson Silva (BRA) 12.40 x 12.33 Matheus Cunha (BRA)
4.a: Augusto Olinto (BRA) 12.50 x 11.87 Jeferson Silva (BRA)
FINAL FEMININA DO HUANCHACO REPALSA LONGBOARD PRO:
Bicampeã: Atalanta Batista (BRA) por 14,50 pontos (notas 7,50+7,00) – US$ 1.000 e 1.000 pontos
Vice-campeã: Maria Fernanda Reyes (PER) com 8,44 pontos (5,17+3,27) – US$ 400 e 750 pontos
SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 250 e 560 pontos:
1.a: Atalanta Batista (BRA) 10.75 x 9.40 Cristiana Pires (BRA)
2.a: Maria Fernanda Reyes (PER) 13.50 x 4.80 Karina Abras (BRA)
RANKING SUL-AMERICANO DE LONGBOARD DA WSL SOUTH AMERICA:
1.o: Piccolo Clemente (PER) – 1.000 pontos
2.o: Augusto Olinto (BRA) – 750
3.o: Rodrigo Sphaier (BRA) – 560
3.o: Jefson Silva (BRA) – 560
5.o: Jeferson Silva (BRA) – 420
5.o: Matheus Cunha (BRA) – 420
5.o: William Saldaña (PER) – 420
5.o: Lucas Garrido Lecca (PER) – 420
9.o: Phil Rajzman (BRA) – 300
9.o: Tony Silvagni (EUA) – 300
9.o: Rodrigo Sousa (BRA) – 300
9.o: Robledo Oliveira (BRA) – 300
13: Carlos Bahia (BRA) – 280
13: Paulo Giachetti (BRA) – 280
13: Wenderson Biludo (BRA) – 280
13: Joel Ucanán (PER) – 280
—-mais 16 competidores pontuaram em Huanchaco
RANKING SUL-AMERICANO FEMININO DA WSL SOUTH AMERICA:
1.a: Atalanta Batista (BRA) – 1.000 pontos
2.a: Maria Fernanda Reyes (PER) – 750
3.a: Karina Abras (BRA) – 560
3.a: Cristiana Pires (BRA) – 560
5.a: Thiara Mandelli (BRA) – 420
5.a: Carolina Thun (PER) – 420
5.a: Adriana Menezes (BRA) – 420
CAMPEÕES DA HISTÓRIA DO HUANCHACO LONGBOARD PRO:
2015: Piccolo Clemente (PER) derrotou Augusto Olinto (BRA) e Atalanta Batista (BRA)
2014: Piccolo Clemente (PER) derrotou Phil Rajzman (BRA) e Atalanta Batista (BRA)
2013: Rodrigo Sphaier (BRA) derrotou Phil Rajzman (BRA) na final
2012: Jeferson da Silva (BRA) derrotou Piccolo Clemente (PER)
2011: Piccolo Clemente (BRA) derrotou Danilo Rodrigo (BRA)
2010: Rodrigo Sphaier (BRA) derrotou Piccolo Clemente (PER)

0 comentários:

Postar um comentário

COMPARTILHE!

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More