A BLUE THUNDER SPORT WEAR TEM LINHAS PRÓPRIAS E ORIGINAIS.

Traduz como poucas marcas o estilo genuíno de vida Brasileira em suas criações.

COM 25 ANOS NA CALIFORNIA, AGORA NO BRASIL.

A BlackFlys tem modelos incríveis de óculos de sol.

A BLUE THUNDER SPORT WEAR TEM LINHAS PRÓPRIAS E ORIGINAIS.

Traduz como poucas marcas o estilo genuíno de vida Brasileira em suas criações.

SURF SHOP VILA BEACH SURF.

A novidade é a possibilidade de ter os clássicos óculos californianos BLACKFLYS.

PARTICIPE DO PROJETO FOTOGRÁFICO DO SURF!.

Anuncie sua marca aqui, junte-se a muitos momentos bons.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

3A ETAPA DO CIRCUITO ASN 2017 TERÁ QUE SER ADIADA MAIS UMA VEZ

A terceira etapa do Circuito ASN 2017 terá que ser adiada mais uma vez. A previsão dessa semana não se confirmou, a subida do mar na terça-feira, 17 de outubro, foi abaixo do esperado e não mexeu muito no fundo de areia. A previsão para o sábado é de ondas com menos de meio metro e domingo deverá dar uma pequena reagida, impossibilitando a realização da competição.

O surf é um esporte que depende da natureza e a diretoria da ASN vem monitorando diariamente tanto as previsões quanto as condições do mar em Itacoatiara. Tem uma atrativa premiação em jogo e a associação quer que a decisão do circuito aconteça com condições mínimas para a prática do esporte. Os gráficos dos institutos meteorológicos indicam a chegada de uma ressaca na terça-feira, 24 de outubro, e desta vez com características diferentes, bem definida de sudoeste, podendo chegar a 2,5m.

O campeonato fica remarcado para o final de semana seguinte, dias 28 e 29 de outubro. Esperamos que dessa vez a previsão se confirme e o mar realmente suba para consertar o fundo de areia. Na próxima semana a associação emitirá uma nova chamada.

A inscrição antecipada foi estendida para o dia 26 de outubro, quinta-feira que antecede o campeonato, e custa R$70,00 (setenta reais). Após essa data custará R$90,00 (noventa reais). Deve ser feita na lanchonete Puro Suco de Itacoatiara e também por transferência ou depósito bancário na conta corrente 58645-5 do banco Bradesco (237), agência 541-0, em nome de João José Ramos de Macedo, CPF 038.818.387-08. A inscrição só será confirmada com o envio do comprovante para o email asnsurfe@gmail.com ou para o WhatsApp 21 99804-5295. Na confirmação deverá constar o nome e categoria que irá participar. As vagas são limitadas e a prioridade será para os filiados e depois por ordem de inscrição. Para pontuar no ranking o competidor deverá estar filiado. A filiação custa R$50,00 (cinquenta reais) e o associado terá direito a uma camisa exclusiva da ASN produzida pela Molusco, uma parafina e adesivos da associação.

O Circuito ASN 2017 tem patrocínios da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, Puro Suco, Hidden Bay Resort Mentawais, Unimed Leste Fluminense, Pena, Mombak Fit, Pousada Itamambuca Casa de Praia, Water Life Resgate, Molusco, Hot Buttered, Hillstone, Escola de Surf da Rayza Silveira, Parafina G-Wax, André Cebola Shaper, Black Design Surfboards e Pranchas Bou.

Por João José Macedo

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Surfistas de sete países já confirmadas no Neutrox Weekend

A segunda das três etapas da nova "perna sul-americana" feminina da WSL South America vai promover uma etapa do QS 1500 e decidir os títulos brasileiros do Pro Junior Sub-20 e Longboard
Karol Ribeiro (RJ) (Mauricio Espinoza)

Começa nesta sexta-feira o primeiro evento promovido pela marca pioneira em condicionamento capilar desde 1974, o Neutrox Weekend, com várias competições femininas e atividades para o público até domingo no Posto 3 da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. A principal atração é a etapa do QS 1500 válida pelo WSL Qualifying Series e pelo ranking sul-americano profissional da WSL South America. Também serão decididos os títulos brasileiros das categorias Pro Junior Sub-20 e do Longboard feminino, além de uma prova Sub-16 para a nova geração competir e de SUP Wave. As grandes estrelas do evento são patrocinadas pela Neutrox, Silvana Lima no surfe, Chloé Calmon no Longboard e Nicole Pacelli no SUP Wave.
As três estarão na coletiva de imprensa do Neutrox Weekend, que será realizada nesta quinta-feira, as 12h00 no Royalty Barra Hotel, na Av. do Pepê, início da Barra da Tijuca. Silvana é a única representante do Brasil e da América do Sul na elite feminina da World Surf League. Chloé lidera o ranking mundial de Longboard e em novembro vai buscar um inédito título para o Brasil na WSL. E Nicole é a atual campeã mundial na modalidade SUP Wave. O público carioca terá uma grande oportunidade de ver três grandes estrelas das suas categorias competindo neste final de semana em frente a arena do evento no Posto 3 da Barra da Tijuca.
A última lista de inscritas na etapa do QS 1500 do Neutrox Weekend, tinha 35 surfistas de sete países. Competidoras da Espanha e dos Estados Unidos, estarão no Rio de Janeiro visando os 1.500 pontos no WSL Qualifying Series, para melhorar suas posições no ranking que classifica seis surfistas para a elite das top-17 do World Surf League Championship Tour.
Já as surfistas do Brasil, que são maioria, Argentina, Peru, Chile e Equador, também disputarão 1.000 pontos no ranking regional da WSL South America, que define o título sul-americano da temporada. O prêmio para a campeã é a garantia de participação nas provas mais importantes do próximo ano, com status QS 6000 e QS 10000, que decidem as vagas para o CT.
SUL-AMERICANO – Neste ano, especialmente, pela primeira vez na história da WSL South America, serão realizadas cinco etapas do QS feminino na América do Sul. Já aconteceram três e o Neutrox Weekend é a penúltima. A primeira foi o Rip Curl Pro Argentina em Mar del Plata, vencido pela equatoriana Dominic Barona. A segunda aconteceu no Peru e a peruana Anali Gomez foi a campeã do Jeep Pro San Bartolo para assumir a ponta do ranking sul-americano. Na terceira etapa, a final foi estrangeira, com a costa-ricense Leilani McGonagle ganhando da australiana Freya Prumm o título do Maui and Sons Pichilemu Women´s Pro no Chile. As melhores sul-americanas nas ondas geladas de Punta de Lobos foram a argentina Josefina Ane e a peruana Daniela Rosas, que ficaram nas semifinais dividindo o terceiro lugar. 
Todas as envolvidas diretamente na briga pelo título sul-americano estarão competindo no Posto 3 da Barra da Tijuca. A peruana Anali Gomez já tem dois troféus de campeã da WSL South America, de 2010 e 2013, podendo conquistar um inédito tricampeonato. Ela lidera o ranking com 1.980 pontos e sua principal concorrente é a campeã sul-americana de 2011, Dominic Barona, do Equador, que está bem perto com 1.825 pontos. Outra peruana ocupa o terceiro lugar, Melanie Giunta, com 1.445. A quarta colocada é a argentina Lucia Cosoleto com 1.040 e na sequência vêm as semifinalistas no Chile, a peruana Daniela Rosas que subiu para o quinto lugar com 980 e a argentina Josefina Ané em sexto com 860. Só depois aparecem as primeiras brasileiras, Karol Ribeiro e Tainá Hinckel, empatadas em sétimo lugar com 840, Maju Freitas em nono com 733 e a chilena Lorena Fica está em décimo com 700 pontos.
Essas são as principais concorrentes na batalha pelos 1.000 pontos do Neutrox Weekend para o ranking sul-americano. Depois da nova etapa promovida pela marca Neutrox no Rio de Janeiro, que não sediava uma prova feminina do QS desde 2009, tem mais uma estreia na semana seguinte para fechar a “perna sul-americana” da WSL South America para as meninas, o QS 1000 Reef & Paris Women´s Pro nos dias 28 e 29 de outubro em San Bartolo, no Peru.
CAMPEÃS SUL-AMERICANAS – No total, cinco campeãs sul-americanas da WSL South America vão competir no Neutrox Weekend. Além da peruana Anali Gomez e da equatoriana Dominic Barona, tem três brasileiras que não participaram de nenhuma das três etapas do QS já realizadas na América do Sul este ano. A grande estrela do evento, Silvana Lima, faturou os dois primeiros títulos da história desse circuito regional, em 2007 e 2008. A catarinense Jacqueline Silva, que por muitos anos fez parte da elite mundial do CT, foi a número 1 do ranking em 2014. E a paranaense Nathalie Martins é a atual campeã sul-americana.
OUTRAS ATRAÇÕES – Além da etapa do QS 1500 válida pelo ranking do WSL Qualifying Series e como penúltimo desafio da disputa pelo título sul-americano da WSL South America, o Neutrox Weekend terá outras competições acontecendo na arena do evento no Posto 03 da Barra da Tijuca. Duas delas irão decidir as campeãs brasileiras da temporada 2017 na categoria Pro Junior Sub-20 e na modalidade Longboard. A atual líder do ranking mundial de longboard da World Surf League, Chloe Calmon, atleta da Neutrox, é o grande destaque entre as que vão competir nos pranchões.
Também está na programação um evento especial da categoria Sub-16 para as jovens surfistas disputarem nas ondas da Barra da Tijuca e, ainda, a modalidade SUP Wave, com presença da atual campeã mundial Nicole Pacelli, mais uma estrela patrocinada pela Neutrox. Para o público que comparecer na praia para assistir o Neutrox Weekend, serão promovidas várias atividades, como aulas de Yoga, campeonato de “Altinha”, clínica de surfe com a tetracampeã brasileira Andrea Lopes, além de hidratação capilar no Quiosque Neutrox.
SOBRE NEUTROX – Neutrox trouxe esse ano para as consumidoras novas embalagens, lançamentos e novo posicionamento com o lema “Hidratação Poderosa”. Para ilustrar esse momento e assumir o seu incentivo à valorização da participação da mulher no esporte, Neutrox anunciou como embaixadoras as surfistas profissionais Nicole Pacelli, campeã mundial de Stand Up Paddle, Chloe Calmon, atual longboarder número 1 do mundo e Silvana Lima, consagrada oito vezes como a melhor surfista brasileira do ano.
O Neutrox Weekend será transmitido ao vivo pelo www.worldsurfleague.com
SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.
A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.
Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Grant Baker, Phil Rajzman, Tory Gilkerson, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.
Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com
-----------------------------------------------------------
João Carvalho – WSL South America Media Manager
(48) 999-882-986 – jcarvalho@worldsurfleague.com
Assessoria de Imprensa do Neutrox Weekend para credenciamento da imprensa:
Index – Estratégias de Comunicação
(11) 3068-2000
Giovana Oliveira - giovana@indexassessoria.com.br
-----------------------------------------------------------
CAMPEÃS SUL-AMERICANAS DA WSL SOUTH AMERICA:
2016: Nathalie Martins (BRA-PR)
2015: Sofia Mulanovich (PER)
2014: Jacqueline Silva (BRA-SC)
2013: Anali Gomez (PER)
2012: Sofia Mulanovich (PER)
2011: Dominic Barona (EQU)
2010: Anali Gomez (PER)
2009: Taís de Almeida (BRA-RJ)
2008: Silvana Lima (BRA-CE)
2007: Silvana Lima (BRA-CE)
TOP-10 DO RANKING SUL-AMERICANO DA WSL SOUTH AMERICA – 3 etapas:
1.a: Anali Gomez (PER) – 1.980 pontos
2.a: Dominic Barona (EQU) – 1.825
3.a: Melanie Giunta (PER) – 1.445
4.a: Lucia Cosoleto (ARG) – 1.040
5.a: Daniela Rosas (PER) – 980
6.a: Josefina Ané (ARG) – 860
7.a: Karol Ribeiro (BRA) – 840
7.a: Tainá Hinckel (BRA) – 840
9.a: Maju Freitas (BRA) – 733
10.a: Lorena Fica (CHL) - 695
-------Acesse o ranking completo no link abaixo:
G-6 DO WSL QUALIFYING SERIES – após a 35.a etapa no Chile:
01: Silvana Lima (BRA) – 15.300 pontos
02: Tatiana Weston-Webb (HAV) – 14.150
03: Caroline Marks (EUA) – 13.430
04: Keely Andrew (AUS) – 13.050 e top-10 do CT
05: Bronte Macaulay (AUS) – 12.950
06: Sage Erickson (EUA) – 12.650 e top-10 do CT
07: Coco Ho (HAV) – 11.700
08: Johanne Defay (FRA) – 11.200 e top-10 do CT
09: Paige Hareb (NZL) – 10.510
----------sul-americanas até 100:
15: Dominic Barona (EQU) – 8.050 pontos
43: Anali Gomez (PER) – 3.700
49: Josefina Ane (ARG) – 3.595
50: Melanie Giunta (PER) – 3.550
81: Lucia Cosoleto (ARG) – 2.365
101: Lorena Fica (CHL) – 1.880

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Os campeões, os vice-campeões João Chianca e Tainá Hinckel, e os semifinalistas Samuel Pupo e Jhonny Guerrero, vão formar o time sul-americano no Mundial Pro Junior da WSL

RDS Pro Junior define títulos sul-americanos e equipe para Mundial Pro Junior
O catarinense Mateus Herdy, 16 anos, e a peruana Sol Aguirre, 14, são os novos campeões sul-americanos da categoria Pro Junior da WSL South America, para surfistas profissionais com até 18 anos de idade. Os títulos foram conquistados com as vitórias no RDS Pro Junior em homenagem a Ricardo dos Santos na Guarda do Embaú, sobre o saquaremense João Chianca e a defensora do título sul-americano, Tainá Hinckel, que competia em casa. O evento promovido pelos amigos de Ricardinho – Adriano de Souza, Yago Dora e Lucas Silveira – também definiu o time sul-americano para disputar o título mundial Pro Junior da World Surf League em janeiro na Austrália. Além dos finalistas, também se classificaram o paulista Samuel Pupo e o peruano Jhonny Guerrero.

 "Eu vim para cá justamente para conquistar essa vaga”, disse Mateus Herdy, que no ano passado foi vice-campeão sul-americano, perdendo a final no Peru para o paulista Weslley Dantas. “Foi essencial ter vindo para cá no início da semana para treinar e manter o ritmo, pois isso se refletiu nas baterias. Depois de conseguir a vaga, tudo ficou mais leve, fiquei mais tranquilo e isso também influenciou na final. Todos estão surfando muito bem, então eu sabia que tinha que escolher as ondas boas e surfar o meu melhor. Estou feliz que deu tudo certo".
“Estou muito emocionada, pois não esperava tudo isso”, disse Sol Aguirre. “Estou muito contente pelo título, pela classificação para a Austrália e por ganhar esse evento em memória ao Ricardo do Santos. Eu não o conheci, mas meu papai me contou sua história e ele é uma lenda. Eu estava bem nervosa na semifinal, pois todas as competidoras eram muito fortes e eu queria muito essa vaga pro Mundial. Eu consegui e isso me estimulou ainda mais para a final com a Tainá (Hinckel), que é uma surfista incrível. Estou muito feliz pela vitória e por poder representar o Peru no Mundial".
A peruana foi a primeira a conquistar o título e a missão dela era a mais difícil, pois enfrentava a surfista local da Guarda do Embaú, que tinha toda a preferência da torcida que encheu a praia no domingo. Tainá Hinckel ainda era a atual campeã sul-americana e Sol Aguirre nem competiu no evento do Peru em San Bartolo no ano passado, quando a catarinense conquistou o título. Ambas têm apenas 14 anos e serão as representantes da América do Sul na Austrália.


Sol Aguirre começou bem a decisão, tendo sorte de pegar uma onda boa para manobrar forte e ganhar nota 8,25. Nenhuma outra onda com a mesma qualidade entrou na bateria e essa nota decidiu a vitória para a peruana. Tainá ainda tentou tirar notas mais altas com manobras mais fortes, mas as ondas não ajudavam e Sol Aguirre ganhou o troféu de primeira campeã do RDS Pro Junior em homenagem a Ricardo dos Santos, por 11,85 a 8,80 pontos.

“Infelizmente, não consegui pegar boas ondas para vencer o título sul-americano de novo, mas é incrível poder ir para a Austrália disputar o Mundial outra vez”, disse Tainá Hinckel. “Eu não fui bem no ano passado lá, mas estou disposta a treinar muito para dar o meu melhor para conquistar esse título. Claro que eu queria vencer o RDS Pro Junior por ter o nome do Ricardodos Santos e ser em minha terra, mas estou muito feliz com esta classificação".   As vagas para o time sul-americano feminino, que vai disputar o Mundial Pro Junior da World Surf League, foram decididas nas semifinais. Na primeira batalha, a carioca Luara Thompson não conseguiu achar as ondas numa hora difícil do mar e só somou 3,75 pontos nas duas notas computadas. A local da Guarda do Embaú, Tainá Hinckel, começou bem com nota 5,00 e ganhou fácil por 8,65 a 3,75 pontos. A briga pela segunda vaga foi mais disputada, mas a brasileira Louisie Frumento só completou uma onda com mais manobras e a peruana Sol Aguirre conseguiu duas para vencer por 8,75 a 6,30 pontos.

 CATEGORIA MASCULINA – Os meninos com até 18 anos de idade conseguiram tirar notas bem mais altas nas baterias do que as meninas, desde as decisivas quartas de final que formaram o time sul-americano para o World Surf League Junior Championship 2017 na Austrália. Eles fizeram os recordes do RDS Pro Junior nas ondas de 2-3 pés do domingo na Praia da Guarda. O catarinense Mateus Herdy usou os aéreos para liquidar seus adversários, mas também apresentou um surfe de borda moderno com manobras progressivas para conquistar o título sul-americano que lhe escapou no ano passado. Na grande final, ele ganhou notas 8,67 e 8,50 para superar o saquaremense João Chianca por 17,17 a 14,83 pontos.

“Estou muito feliz pelo resultado. Não consegui vencer o campeonato, mas ganhei a vaga pro Mundial, que era o que eu mais queria”, disse João Chianca. “Eu tive uma bateria apertada para conseguir a vaga e meu coração estava quase saindo pela boca. Agora vamos para a Austrália e vou treinar muito para representar bem o meu país. A gente não precisa ganhar todos os campeonatos e tirei um peso das costas com a conquista da vaga. O que viesse depois pra mim seria lucro e o Mateus (Herdy) surfou bem, então mereceu a vitória".


VAGAS NO MUNDIAL – Curiosamente, os três brasileiros classificados para o Mundial Pro Junior da World Surf League, que será disputado na primeira semana de janeiro na Austrália, Mateus Herdy, João Chianca e Samuel Pupo, estavam com uma viagem marcada para o domingo à noite ainda, para surfar e treinar na Indonésia. As quatro vagas no time masculino foram decididas nas quartas de final. Na primeira disputa, Mateus Herdy passou pela revelação do RDS Pro Junior, Ryan Kainalo, de apenas 14 anos de idade, por uma larga vantagem de 15,50 a 8,85 pontos, somando notas 8,25 e 7,25.
Na bateria seguinte, a batalha foi bem mais acirrada e o peruano Jhonny Guerrero conquistou a classificação para as semifinais e a vaga para o Mundial na onda que surfou no último minuto e valeu nota 7,40. Com ela, sacramentou a vitória sobre o paulista Eduardo Motta por 15,15 a 13,25 pontos. Depois, Guerrero não teve muitas chances contra Mateus Herdy nas semifinais, com o catarinense garantindo a primeira vaga na grande final com as notas 7,5 que recebeu nas duas primeiras ondas que surfou na bateria. No entanto, Jhonny Guerrero já estava feliz por representar o Peru no próximo Mundial Pro Junior da World Surf League.



“Estou feliz com o meu rendimento e eu sabia que seria muito difícil conseguir a vaga, pois o nível dos brasileiros é muito alto”, disse Jhonny Guerrero. “Mas, em nenhum momento eu perdi a fé, ficava pedindo a Deus para me dar boas ondas e Ele deu. É um sonho poder competir no Mundial Pro Junior da WSL na Austrália e queria agradecer aos brasileiros pela receptividade e pelas ondas maravilhosas da Guarda, que são perfeitas para treinar".





MELHOR APRESENTAÇÃO – Na terceira quarta de final, Samuel Pupo fez a melhor apresentação nos três dias do RDS Pro Junior em homenagem a Ricardo dos Santos na Guarda do Embaú. O irmão mais jovem do top do CT, Miguel Pupo, deu um show contra o amigo Vitor Ferreira, conseguindo pegar três ondas boas para mostrar toda a versatilidade do seu surfe. Ele acertou todas as manobras que arriscou para ganhar notas 7,00, 8,25 e 9,00 e fazer o maior placar do campeonato, 17,25 pontos, contra 11,85 do seu adversário.
“No ano passado, eu bati na trave, perdi nessa fase valendo vaga pro Mundial. E no ano retrasado também, mas agora finalmente eu consegui”, disse Samuel Pupo. “Essa vaga é muito importante para mim. Eu sempre quis ir pro Mundial Pro Junior da WSL e esse era o meu foco principal nesse evento. Eu tinha consciência do que precisava fazer e fui para cima. Uma vez conquistada a vaga, pude me divertir e estou satisfeito com o resultado".O recordista absoluto do RDS Pro Junior perdeu a disputa pela segunda vaga na grande final para o saquaremense João Chianca, que no ano passado também ficou na rodada classificatória para o Mundial Pro Junior no Peru. Ele agora conseguiu, liderando a última quarta de final desde o início. O cearense Cauã Costa tentou a vitória arriscando os aéreos, mas só conseguiu sua maior nota na última onda que surfou – 6,00 – e já era tarde. João Chianca confirmou sua classificação para a Austrália por 12,00 a 10,10 pontos.

NOVA GERAÇÃO – Um total de 69 surfistas do Brasil, Argentina, Chile e Peru, participou da homenagem ao surfista Ricardo dos Santos promovida pelos seus amigos, Adriano de Souza, Yago Dora e Lucas Silveira, que se uniram para realizar a única seletiva sul-americana para o Mundial Pro Junior da World Surf League em 2017. O RDS Pro Junior começou com 51 concorrentes ao título masculino e dezoito inscritas na categoria feminina. Os maiores nomes de mais uma nova e promissora geração do surfe brasileiro, competiram na Guarda do Embaú e o evento foi um sucesso, enchendo a praia no domingo.
"Valeu demais, foi inesquecível, uma linda vibe. Que dure para sempre", disse a mãe de Ricardinho, Luciene dos Santos, que marcou presença com toda a família no domingo, entre eles os irmãos João e Martin, que também emocionou os presentes na hora do pódio, quando entregou um dos prêmios. "Sinto falta dele, mas levo ele no coração e sei que ele está muito feliz com tudo o que aconteceu aqui neste fim de semana", disse Martin.
Mais informações, notícias, fotos, vídeos e todos os resultados do RDS Pro Junior podem ser acessadas no site do evento no www.worldsurfleague.com
SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.
A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.
Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Grant Baker, Phil Rajzman, Tory Gilkerson, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.
Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com
-----------------------------------------------------------
João Carvalho – WSL South America Media Manager

Entrevistas da Assessoria de Imprensa do RDS Pro Junior:
Bruno Vicaria – BV Press Services

-----------------------------------------------------------
CAMPEÕES SUL-AMERICANOS PRO JUNIOR DA WSL SOUTH AMERICA
----desde a inclusão da categoria feminina – Sub-20 até 2015 e Sub-18 a partir de 2016
2017: Mateus Herdy (BRA) e Sol Aguirre (PER)
2016: Weslley Dantas (BRA) e Tainá Hinckel (BRA)
2015 - Deivid Silva (BRA-SP) e Miluska Tello (PER)
2014 - Deivid Silva (BRA-SP) e Miluska Tello (PER)
2013 - Luan Wood (BRA-SC) e Melanie Giunta (PER)
2012 - Italo Ferreira (BRA-RN) e Rosanny Alvarez (VEN)
2011 - Filipe Toledo (BRA-SP) e Gabriela Leite (BRA-SC)
2010 - Miguel Pupo (BRA-SP) e Diana Cristina (BRA-PB)
2009 - Alejo Muniz (BRA-SC) e Diana Cristina (BRA-PB)
2008 - Alex Ribeiro (BRA-SP) e Diana Cristina (BRA-PB)
2007 - Wiggolly Dantas (BRA-SP) e Marina Werneck (BRA-SC)
2006 - Heitor Pereira (BRA-SP) e Anali Gomez (PER)
2005 - Thiago Camarão (BRA-SP) e Taís de Almeida (BRA-RJ)
RESULTADOS DO DOMINGO NO RDS PRO JUNIOR:
Campeão sul-americano: Mateus Herdy (BRA) por 17,17 pts (8,67+8,50) – US$ 1.600 e 1.000 pts
Vice-campeão: João Chianca (BRA) com 14,83 pontos (notas 8,00+6,83) – US$ 800 e 750 pts
SEMIFINAIS – 3.o lugar com 560 pontos e US$ 400 de prêmio:
1.a: Mateus Herdy (BRA) 15.00 x 9.40 Jhonny Guerrero (PER)
2.a: João Chianca (BRA) 11.15 x 10.15 Samuel Pupo (BRA)
QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 420 pontos e US$ 200 de prêmio:
1.a: Mateus Herdy (BRA) 15.50 x 8.85 Ryan Kainalo (BRA)
2.a: Jhonny Guerrero (PER) 15.15 x 13.25 Eduardo Motta (BRA)
3.a: Samuel Pupo (BRA) 17.25 x 11.85 Vitor Ferreira (BRA)
4.a: João Chianca (BRA) 12.00 x 10.10 Cauã Costa (BRA)
FINAL FEMININA DO RDS PRO JUNIOR:
Campeã sul-americana: Sol Aguirre (PER) por 11,85 pontos (8,25+3,60) – US$ 800 e 1.000 pts
Vice-campeã: Tainá Hinckel (BRA) com 8,80 pontos (notas 4,65+4,15) – US$ 400 e 750 pontos
SEMIFINAIS – 3.o lugar com 560 pontos e US$ 200 de prêmio:
1.a: Tainá Hinckel (BRA) 8,65 x 3,75 Luara Thompson (BRA)
2.a: Sol Aguirre (PER) 8,75 x 6,30 Louisie Frumento (BRA)
QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 420 pontos e US$ 100 de prêmio:
1.a: Tainá Hinckel (BRA) 10.10 x 3.10 Rafaela Coelho (BRA)
2.a: Luara Thompson (BRA) 8.00 x 3.25 Yanca Costa (BRA)
3.a: Louisie Frumento (BRA) 5.50 x 4.00 Catalina Merceré (ARG)
4.a: Sol Aguirre (PER) 6.25 x 4.00 Carol Bonelli (BRA)
RANKING SUL-AMERICANO PRO JUNIOR SUB-18 DA WSL SOUTH AMERICA 2017:
01: Mateus Herdy (BRA) – 1.000 pontos
02: João Chianca (BRA) – 750
03: Samuel Pupo (BRA) – 560
03: Jhonny Guerrero (PER) – 560
05: Cauã Costa (BRA) – 420
05: Eduardo Motta (BRA) – 420
05: Vitor Ferreira (BRA) – 420
05: Ryan Kainalo (BRA) – 420
09: Daniel Templar (BRA) – 420
09: Anderson Junior (BRA) – 300
09: Lucas Vicente (BRA) – 300
09: Wallace Vasco (BRA) – 300
13: Leonardo Berbet (BRA) – 280
13: Tayrom da Silva (BRA) – 280
13: Diego Aguiar (BRA) – 280
13: Leonardo Barcelos (BRA) – 280
17: Arthur Cerqueira (BRA) – 200
17: Fernando Junior (BRA) – 200
17: Ihgor Santana (BRA) – 200
17: José Gundesen (ARG) – 200
17: Kaue Germano (BRA) – 200
17: Mateus Sena (BRA) – 200
17: Pedro Dib (BRA) – 200
17: Renan Hanada (BRA) – 200
25: Artur Romão (BRA) – 185
25: Eric Monteiro (BRA) – 185
25: Fabio Martins (BRA) – 185
25: Heitor Duarte (BRA) – 185
25: Henrique Swell (BRA0 – 185
25: Juan Ruggiero (ARG) – 185
25: Leo Casal (BRA) – 185
25: Patrick Plachi (BRA) – 185
----mais 19 surfistas perderam na primeira fase
RANKING SUL-AMERICANO FEMININO PRO JUNIOR DA WSL SOUTH AMERICA:
01: Sol Aguirre (PER) – 1.000 pontos
02: Tainá Hinckel (BRA) – 750
03: Luara Thompson (BRA) – 560
03: Louisie Frumento (BRA) – 560
05: Yanca Costa (BRA) – 420
05: Catalina Merceré (ARG) – 420
05: Carol Bonelli (BRA) – 420
05: Rafaela Coelho (BRA) – 420
09: Flavia Ciancianulo (ARG) – 300
09: Julia Martins (BRA) – 300
09: Maju Freitas (BRA) – 300
09: Leticia Cavalcante (BRA) – 300
13: Abril Solis (ARG) – 280
13: Ariela de Andrade (BRA) – 280
13: Bianca Schipani (ARG) – 280
13: Yasmin Dias (BRA) – 280
17: Isabela Saldanha (BRA) – 200
17: Manuela Pacheco (BRA) – 200
  

domingo, 15 de outubro de 2017

2017/18 WSL BIG WAVE TOUR DO HEMISFÉRIO NORTE OFICIALMENTE ABERTO

 Billy Kemper (HAW)
Crédito: © WSL / Heff

Lucas Chumbinho e Pedro Calado representam o Brasil na temporada BWT. 2017/2018.

LOS ANGELES, Califórnia / EUA 
 A porção no Hemisfério Norte da Association of Surfing Professionals (WSL) Big Wave Tour (BWT) abre oficialmente hoje e vai até 28 de fevereiro de 2018, as melhores ondas grandes do mundo, surfistas agora se  preparam para assumir três das mais desafiadoras grandes ondas que  quebram no planeta - Nazaré em Portugal, Pe'ahi no Havaí, e Mavericks, na Califórnia.

A partir de hoje, a temporada de inverno altamente antecipado do Big Wave Tour vai ter a oportunidade de executar o Desafio Nazaré em Portugal e Pe'ahi Challenge em Maui, Hawaii. A data de início para a janela de competição para o evento Mavericks - juntamente com uma cerimônia de abertura tradicional - será definido logo após a coordenação com o conjunto de agências governamentais envolvidas com a produção do evento. aquisição da WSL e a  autorização para o concurso foi finalizado na semana passada e os preparativos para o primeiro Desafio Mavericks  estão  avançando tão rapidamente quanto possível. 

“Estamos muito animados para obter o Big Wave Tour Voltando ao  andamento da temporada de inverno”, disse Mike Parsons, Comissário da WSL BWT . “Temos a janela para Nazaré e Pe'ahi abrindo hoje e estão trabalhando diligentemente com todas as agências para finalizar os detalhes para Mavericks. Agradecemos o apoio contínuo da comunidade local, e prevemos uma grande temporada e condições épicas para melhores surfistas de ondas grandes do mundo.” 

A temporada Hemisfério Norte vai receber de volta Pe'ahi Desafio das Mulheres para seu segundo ano. Uma linha decorada das principais surfistas de ondas grandes foram convidadas para competir no famoso pico em Haiku, Maui, Hawaii. Evento inaugural do ano passado viu Paige Alms (HAW) reivindicar a vitória histórica. O evento deste ano contará com seis mulheres lutando em um one-off final para a vitória de prestígio.

Melhor surfista de ondas grandes do mundo também terá a oportunidade de competir em Mavericks esta próxima temporada. Gabinete do Comissário WSL vai trabalhar com uma comissão constituída por Mavericks ícones surf para selecionar seis dos melhores surfistas de ondas grandes do sexo feminino. O comitê irá considerar os resultados de desempenho de 2016 WSL Big Wave Awards, experiência surfar em Mavericks, e experiência de ondas grandes em geral em todos os locais de onda grandes ao redor do mundo.

divisão dos homens para os eventos do Hemisfério Norte será constituído por um campo de 24 homens, composto pelos 10 melhores finalizadores do BWT temporada 2016/2017, 6 wildcards do evento, 3 wildcards BWT, 1 curinga, e o melhor Desempenho de 4  no geral dos destinatários concedidos do ano. Os 6 wildcards do evento para o Mavericks Desafio serão selecionados por uma comissão constituída por lendas e especialistas Mavericks.

No início deste ano, o 2017/2018 Big Wave Tour,  completou seu primeiro evento da temporada, o Desafio Puerto Escondido  no México, onde Kai Lenny (HAW) reivindicou uma vitória emocionante. Lenny leva o ranking do BWT dos homens com Jamie Mitchell (AUS), em segundo lugar, Tom Lowe (GBR) em terceiro e Billy Kemper (HAW) em quarto. Mitchell, o 2016 e inaugural vencedor  Desafio em Nazaré, vai olhar para defender seu título do evento em Portugal. Kemper tem dominado o Desafio Pe'ahi desde a sua introdução para a WSL Big Wave Tour e vai olhar para a sua terceira vitória consecutiva em Jaws. 

funcionários WSL Big Wave Tour irão monitorar o swell produzindo tempestades para os próximos quatro meses  e meio e prestar atenção para as condições que produzem ondas na faixa de 30 a 60 pés. Uma vez que a chamada é feita, os concorrentes terão 72 horas de antecedência para estar prontos para competir. 

Nazaré Desafio 2017/18 dos homens BWT:
Convidados:
 Grant Baker, Pedro Calado, Greg Long, Jamie Mitchell, Billy Kemper, Nic Lamb, Will Skudin, João de Macedo, Cristian Merello, Kai Lenny, Makuakai Rothman, Lucas Chianca, Francisco Porcella, Trevor Sven Carlson, Tom Lowe, Garrett McNamara, Alex Botelho, Tom Butler, Andrew Cotton, Antonio Silva, Hugo Vau, Nic Von Rupp 
Suplentes Evento: Kealii Mamala, Natxo Gonzalez 
Performer of the Year Suplentes: Peter Mel, Nathan Florence, Jojo Roper 

Pe'ahi Desafio 2017/18 dos homens BWT:
Convidados:
 Grant Baker, Pedro Calado, Greg Long, Jamie Mitchell, Billy Kemper, Nic Lamb, Will Skudin, João de Macedo, Cristian Merello, Kai Lenny, Makuakai Rothman, Lucas Chianca, Francisco Porcella, Trevor Sven Carlson, Tom Lowe, Shane Dorian, Ian Walsh, Albee Layer Mark Healey, Aaron Gold, Tyler Larronde 
Suplentes Evento: Shaun Walsh, Danilo Couto, Torrey Meister 
Performer of the Year Suplentes: Peter Mel, Nathan Florence, Alex Botelho 

Pe'ahi Desafio 2017/18 da Mulher BWT:
Convidados:
 Paige Alms, Justine Dupont, Andrea Moeller, Keala Kennelly, Felicity Palmateer, Bianca Valenti 
Suplentes: Emily Erickson, Nicole Pacelli, Laura Enever 

Para mais informações, consulte a WorldSurfLeague.com .

Sobre a Association of Surfing Professionals
A Association of Surfing Professionals (WSL), anteriormente a Association of Surfing Professionals (ASP), é dedicado a celebrar melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo através de uma variedade de plataformas de audiência best-in-class. A Liga, com sede em Santa Monica, é um esporte verdadeiramente global com escritórios regionais em Australasia, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Japão e Europa.

O WSL tem sido defender melhor surf do mundo desde 1976, passando de mais de 180 eventos globais através dos homens e das mulheres Campeonato Tours, o Big Wave Tour, Qualifying Series, campeonatos júniors Longboard, bem como os WSL Big Wave Awards. A Liga possui um profundo apreço pela herança rica do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos níveis mais altos, e ao fazê-lo coroa os campeões mundiais indiscutíveis em homens, mulheres do em todas as divisões dentro da turnê.

Apresentando melhor surf do mundo em sua plataforma digital em WorldSurfLeague.com , bem como o aplicativo WSL livre, o WSL tem uma base global de fãs apaixonados com milhões em sintonia para ver atletas de classe mundial como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Grant Baker, Phil Rajzman, Tory Gilkerson, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue e mais batalha no campo mais imprevisível e dinâmica de jogo de qualquer esporte no mundo.

Para mais informações, visite WorldSurfLeague.com 
  Dave Prodan
SVP da Global Brand Identity 
      Amy Denman
 Gerente Sênior de Comunicações
         Chloe Kojima
       Communications Manager 

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

11ª Edição - Balaio Coletivo de Ideias e Pessoas do Bem - FAETEC de Araruama

Alô criançada dia 12 de outubro nos vemos na Faetec de Araruama às 10hrs. 

Com muitas atrações esperando por vocês! Diversão, risadaria e palhaçada... Mas fiquem atentos vem uma turma de vilões por aqui... Malévola diz que vem, Jack Sparrow também... o Coelho já deu o recado, será que Alice vai aparecer na hora do chá? Vem com a gente nesse coletivo do bem! Vem pro Balaio------------------------





PROGRAMAÇÃO DO BALAIO | SEXTA | 13/10

Quem gosta de forró dê um passo a frente,
e outro pra trás e pra frente, pra trás...

Sexta-feira é dia de rastá a chinela no Balaio!
Não sabe dançar???
A Profª Leticia Reis te ensina!!! Às 15:00h tem um aulão de forró e depois o forrozin fica por conta daWalerie Gondim e trio





PROGRAMAÇÃO DO BALAIO | SÁBADO | 14/10/17

Hoje é dia ajudar nossos amiguinhos de 4 patas doando um 1kg de ração para a Campanha Multiprotetora de Adoção de Animais!!!
às 15:00h. tem Feira de Adoção de Animais e às 19:00h. show com a Banda Zona 22 encerrando nosso sábado com muito alto astral 























O QUE É A ECONOMIA SOLIDÁRIA? 
É um jeito de fazer a atividade econômica de produção, oferta de serviços, comercialização, finanças ou consumo baseado na democracia e na cooperação!
Além disso, a economia solidária se expressa em organização e conscientização sobre o consumo responsável, fortalecendo relações entre campo e cidade, entre produtores e consumidores, e permitindo uma ação mais crítica e pró-ativa dos consumidores sobre qualidade de vida, de alimentação e interesse sobre os rumos do desenvolvimento relacionados à atividade econômica.
Gostou? Quer saber mais? É só aparecer no Balaio domingo as 14:00hrs!
Porque chic mesmo é ser sustentável! E quem vem com a gente trazendo o bazar mais badalado da região é a Severina, peças de grife novas e semi novas pra dar aquela renovada no visual num preço que cabe no seu bolso! Vem com a gente nesse coletivo do bem! 

Estamos te esperandooooo!!!!!!

A 3a ETAPA DO CIRCUITO ASN 2017 ACONTECERÁ NOS DIAS 21 E 22 DE OUTUBRO

Por João José Macedo

Da mesma forma que o primeiro adiamento da terceira e última etapa do Circuito ASN 2017 foi baseada nas informações dos institutos meteorológicos, a diretoria da Associação de Surfe de Niterói decidiu que o campeonato não acontecerá nos dias 14 e 15 de Outubro, como estava previamente marcado.

A previsão não é animadora para este final de semana, mas para a outra semana indica que haverá mudanças significativas na qualidade das ondas, com a entrada de uma ressaca acima de 2,0m na quarta-feira, 18 de outubro. O mar deverá se manter com ondas em torno de 1,5m até o outro final de semana. Com essa nova perspectiva e a provável concretização da previsão, a associação confirma a decisão da 38a edição do circuito para os dias 21 e 22 de outubro na praia de Itacoatiara, podendo ser transferida para Itapuca.

Tem uma atrativa premiação sendo distribuída em Niterói e a intenção é colocar as disputas com boas condições para favorecer os melhores atletas amadores do Estado. Teremos uma novidade oferecida pela Water Life Resgate. O guarda-vida militar Péricles Gomes, especializado em resgate com jet-ski, realizará um curso básico de tow-in, e o melhor niteroiense nesta etapa na categoria Open ganhará o direito de fazer o curso gratuitamente. E para reforçar a preparação para as ondas grandes também ganhará uma bolsa de um mês na Mombak Fit. Já na corrida pelo patrocínio que dará o direito a uma bolsa de um ano no estúdio especializado em treinamento funcional, oito competidores encabeçados por Luca Nolasco têm chances reais de finalizar o ano como o melhor surfista da cidade.

A batalha pelos 10 dias de hospedagem no Hidden Bay Resort Mentawais, no paradisíaco arquipélago da Indonésia, promete ser boa. O buziano Ayrton Dylan abriu vantagem no ranking da Open com duas vitórias e se chegar na final garante os pontos necessários para se sagrar campeão. Caso o líder pare na semifinal, com a pontuação dobrada na decisão do circuito Theo Fresia, Marcelo Ribeiro e Luca Nolasco precisarão vencer para reverter essa situação. O vencedor da etapa ganhará um final de semana na Pousada Itamambuca Casa de Praia, em uma das melhores e mais constantes ondas do litoral norte de São Paulo.

Também terão três pranchas, do André Cebola Shaper, Pranchas Bou e Black Design Surfboards, além de capas, acessórios e roupas da Pena, Hillstone e Hot Buttered. A estrutura do evento também oferece aos atletas uma farta e variada mesa de frutas da Puro Suco, parafina G-Wax no beach marshall, e o suporte médico de uma ambulância da Unimed Leste Fluminense para algum eventual incidente.

As inscrições antecipadas foram estendidas para o dia 19 de outubro, quinta-feira que antecede o campeonato, e custam R$70,00 (setenta reais). Após essa data depende de disponibilidade de vaga e custarão R$90,00 (noventa reais). Devem ser feitas na lanchonete Puro Suco de Itacoatiara e também por transferência ou depósito bancário na conta corrente 58645-5 do banco Bradesco (237), agência 541-0, em nome de João José Ramos de Macedo, CPF 038.818.387-08. A inscrição só será confirmada com o envio do comprovante para o email asnsurfe@gmail.com ou para o WhatsApp 21 99804-5295. Na confirmação deverá constar o nome e categoria que irá participar. As vagas são limitadas e a prioridade será para os filiados e depois por ordem de inscrição. Para pontuar no ranking o competidor deverá estar filiado. A filiação custa R$50,00 (cinquenta reais) e o associado terá direito a uma camisa exclusiva da ASN produzida pela Molusco, uma parafina e adesivos da associação.

O Circuito ASN 2017 tem patrocínios da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, Puro Suco, Hidden Bay Resort Mentawais, Unimed Leste Fluminense, Pena, Mombak Fit, Pousada Itamambuca Casa de Praia, Water Life Resgate, Molusco, Hot Buttered, Hillstone, Escola de Surf da Rayza Silveira, Parafina G-Wax, André Cebola Shaper, Black Design Surfboards e Pranchas Bou.


Divulgação ASN Biênio 2017/18

COMPARTILHE!

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More